Quality Solar topo
Marmoraria Felicetti topo
Supermercado Comin topo
Odontologia Pacheco
Balneário e Camping Barra do veado topo
Móveis Incomaba topo
Funerária Scopel
Loja Sol topo
Lifetycon Investimentos topo
Sicredi topo
Uceff topo
Bruna Manuela Parmegiani
Armazém dos Óculos topo
Restaurante Alvorada topo
Esportes

É penta! Inter supera Grêmio e conquista quinto título da Copa São Paulo de Futebol Júnior

Chegados os tiros livres, a calma dos batedores colorados falou mais alto, e o título veio após três gols vermelhos contra somente um dos azuis

25/01/2020 13h00
Por: Redacao
Fonte: Assessoria de Comunicação
124
No tempo normal, a partida foi encerrada com o 1 a 1 no placar (Foto: Assessoria de Comunicação)
No tempo normal, a partida foi encerrada com o 1 a 1 no placar (Foto: Assessoria de Comunicação)

Uma manhã definitivamente eternizada na rica história das categorias de base do Clube do Povo. O Internacional conquistou, neste sábado, 25 de janeiro, o título da Copa São Paulo de Futebol Júnior, taça levantada após vitória nos pênaltis sobre o Grêmio. No tempo normal, apesar da superioridade alvirrubra, a partida foi encerrada com o 1 a 1 no placar, gol de Guilherme Pato para o Celeiro. Chegados os tiros livres, a calma dos batedores colorados falou mais alto, e o título veio após três gols vermelhos contra somente um dos azuis.

Um mar vermelho tomou as nem tão distantes plagas de São Paulo e lotou as arquibancadas do Pacaembu para apoiar o Celeiro de Ases na busca do pentacampeonato da Copa São Paulo de Futebol Júnior. Ocupando o Tobogã e as cadeiras laranjas do histórico Paulo Machado de Carvalho, o povo alvirrubro esteve incansável no apoio ao Inter, transformando o Estádio em uma verdadeira sucurssal do Beira-Rio, tomando o som ambiente da manhã paulista e calando completamente os rivais que ocuparam o lado oposto do campo.

O Inter foi dono da partida na etapa inicial. É bem verdade que nos minutos inaugurais a equipe gremista ensaiou certa pressão no campo alvirrubro, apertando a saída de bola e apostando em escapadas rápidas, em velocidade, para causar problemas à defesa colorada. Em todas as chegadas, contudo, esbarrou em um gigante Tiago Barbosa, que não permitiu centímetro algum ao centroavante Fabrício, camisa 9 azul. De sua parte, o Clube do Povo criou diversas oportunidades apostando na velocidade de seus pontas Matheus Monteiro e Guilherme Pato, além de saber usar da referência do centroavante Caio Vidal para causar transtornos na retaguarda rival. Apesar de muitas, entretando, nenhuma chance foi convertida em gol, e os primeiros 45 minutos foram encerrados com o placar em branco.

Os primeiros movimentos da etapa final foram completamente enlouquecedores. Poucos segundos após ser completada a primeira volta do cronômetro, Caio Vidal colocou Adriel para trabalhar, por detalhe não inaugurando o marcador. Quem o fez, injustamente, foi o Grêmio, após cruzamento de Diego Rosa que desviou em Tiago Barbosa e matou Emerson Junior. Tento azul que, para alguns do lado gremista, pareceu significar título ganho. Alison Calegari foi um deles, capaz de subir no alambrado para festejar e, por isso, levar seu segundo cartão amarelo no jogo. Três minutos após sua expulsão, aos 12, Guilherme Pato completou gigante jogada de Matheus Monteiro e empatou.

Eram quatro os títulos em campo nesta decisão de Copa São Paulo. Todos do Inter. Tamanha tradição, no momento das penalidades, fez a diferença. Afinal de contas, o Celeiro de Ases não é a melhor categoria de base da região sul do Brasil por acaso. É bem verdade que a boa cobrança de Matheus Monteiro, que abriu as penalidades, foi defendida por Adriel, mas a precisão de Cesinha, Tiago Barbosa e Carlos Eduardo, nesta ordem, impediu qualquer lamentação. De parte do Grêmio, somente Gazão, o terceiro a bater, converteu. Seu sucessor, Gonçalves, foi, inclusive, o responsável por decretar o título alvirrubro, mandando no poste. Deste momento em diante, passaram a ser cinco as taças no gramado do Pacaembu. Todas, ainda, do Clube do Povo.