HB Informática 1
E.B Instalações Elétricas topo
Funerária Scopel topo
Quality Solar topo
Techy Internet topo
Mercado Pereira topo
Supermercado Comin topo
Campos Auto Center topo
Marmoraria Felicetti topo
Armazém dos Óculos topo
Restaurante Alvorada topo
Loja Sol topo
Móveis Incomaba topo
Farmácias São Miguel topo
Odontologia Pacheco
Kika Restaurante topo
Sicredi topo
Economia

Vendas no varejo catarinense crescem mais de 11% em setembro

Pesquisa Mensal do Comércio (PMC) foi divulgada, ontem, pelo IBGE

12/11/2020 11h38
Por: Redacao
Fonte: Assessoria de Comunicação
40
Alta foi puxada novamente pelo segmento de materiais de construção (Foto: Mauricio Vieira/Assessoria de Comunicação)
Alta foi puxada novamente pelo segmento de materiais de construção (Foto: Mauricio Vieira/Assessoria de Comunicação)

Santa Catarina fechou setembro com saldo positivo no comércio varejista ampliado. Conforme a Pesquisa Mensal do Comércio (PMC), divulgada, ontem, pelo IBGE, o setor manteve em setembro a tendência de recuperação e registrou crescimento de 11,5% na comparação com o mesmo período do ano anterior. Um crescimento acima da média nacional (7,4%).

Para o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável, Rogério Siqueira, os resultados comprovam a melhora gradativa da economia. “Conforme a governadora vem frisando, Santa Catarina é um estado diferenciado e com uma economia pujante e diversificada. Os saldos positivos no comércio e na indústria são resultados de um trabalho colaborativo e integrado junto ao setor produtivo e que fortalece a espiral de prosperidade, esperança e confiança. Seguimos nesta grande engrenagem, trabalhando na construção de políticas de estado, perenes”, enfatiza.

“Santa Catarina vem trabalhando forte o processo de retomada econômica. E os resultados estão aí. Fruto do trabalho do povo guerreiro do nosso estado e de todas as iniciativas do governo catarinense, que buscam impulsionar o empreendedorismo, o desenvolvimento e a inovação”, enfatiza a diretora de Empreendedorismo e Competitividade, Aline Ghisi.

Na variação do mês de setembro, com relação ao mês de agosto, o Estado apontou crescimento de 0,7% no comércio ampliado, o que representa a quinta alta consecutiva. Em relação à receita nominal, o aumento foi de 1,6%, se comparado os mesmos meses.

A alta, se comparado setembro deste ano com o mesmo período de 2019, foi puxada novamente pelo segmento de materiais de construção (31,1%), seguido por móveis e eletrodomésticos (26,4%), hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (14,9%), artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos (11,9%) e outros artigos de uso pessoal e doméstico (9,0%), veículos, motocicletas, partes e peças (7,6%), tecidos, vestuário e calçados (2,7%).

No acumulado do ano, o crescimento do volume de vendas do comércio ampliado catarinense foi de 1,2%. Foi um dos maiores aumentos do país, sendo o maior do Sul do Brasil e o segundo do Centro-Sul, perdendo apenas para o Espírito Santo (2,0%). Já no período de 12 meses, teve variação de 4,0%.

Brasil

No país, o varejo ampliado cresceu 1,2% em relação a agosto de 2020, quinta variação positiva consecutiva. A média móvel subiu 4,0% reduzindo o ritmo de crescimento das vendas, comparada à média móvel nos trimestres encerrados em agosto (7,4%) e julho (11,1%).

Crescimento na indústria

Outro segmento que apresentou crescimento em setembro, com relação ao mês de agosto, em Santa Catarina, foi a produção da indústria, 4,5%, ficando acima da média nacional (2,6%). Em comparação com setembro do ano passado, a expansão foi de 7,6%. Quarta maior elevação entres os estados brasileiros. O crescimento médio nacional entre os dois períodos foi de 3,4%.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários