Domingo, 28 de Fevereiro de 2021 12:37
(49) 99173 6876
Saúde Saúde

Em Chapecó, governador anuncia ampliação de 34 leitos de UTI e 10 de enfermaria para enfrentamento à Covid-19 no Oeste

Há uma expectativa também de criação de 150 novos leitos clínicos de retaguarda nos municípios na região

16/02/2021 21h36
171
Por: Redacao Fonte: Assessoria de Comunicação
A previsão é de abrir as novas vagas até sexta-feira (Foto: Julio Cavalheiro/Assessoria de Comunicação)
A previsão é de abrir as novas vagas até sexta-feira (Foto: Julio Cavalheiro/Assessoria de Comunicação)

O governador Carlos Moisés anunciou nesta terça-feira, 16 de fevereiro, em Chapecó, a ampliação de 34 leitos de UTI e 10 leitos de enfermaria na região Oeste. A ativação será de 29 leitos de UTI no Hospital Regional do Oeste, em Chapecó, cinco de UTI no Hospital Regional São Paulo, em Xanxerê, além de 10 leitos clínicos no Hospital Frei Bruno, em Xaxim. A previsão é de abrir as novas vagas até sexta-feira. A medida faz parte das ações do Governo do Estado para reforçar o enfrentamento ao Coronavírus na região.

“Estamos fazendo todos os esforços para distensionar o sistema de saúde da região e salvar o maior número de pessoas possível. Santa Catarina tem a menor taxa de letalidade do país e teve destaque entre outros estados brasileiros como a melhor gestão no Coronavírus. Para que esses resultados continuem, precisamos da colaboração de todos, do cidadão e do município. Esse é um momento de união, temos que continuar de mãos dadas. Não deixaremos nenhum catarinense sem o recurso necessário para ter sobrevida”, afirmou o governador Carlos Moisés.

O prefeito de Chapecó, João Rodrigues, agradeceu a pronta resposta do Governo do Estado e destacou a importância da ampliação de estrutura e equipe de saúde para a região: “Essa ação não é apenas para apagar um incêndio, mas para construir uma estrutura que nós iremos trabalhar para que seja mantida”. Ele também afirmou que houve pedido ao Ministério da Saúde de 100 mil doses de vacinas para reforçar o plano regional de imunização. De acordo com o governador Carlos Moisés, o Governo Federal também garantiu o custeio de R$ 1,6 mil por cada leito de UTI criado de janeiro a março na região.

O chefe do Executivo estadual destacou ainda, durante coletiva de imprensa, que serão contratados novos profissionais para os leitos ampliados em Xanxerê e Chapecó. Há uma expectativa também de criação de 150 novos leitos clínicos de retaguarda nos municípios de Ponte Serrada, Coronel Freitas, Faxinal dos Guedes, Cunha Porã, Nova Erechim, Palmitos e também Xaxim.

Para o serviço inter-hospitalar da região - que deve ser ativado nesta semana - são duas ambulâncias de suporte avançado, que farão o transporte de pacientes entre os hospitais e Upas. Também estão mobilizados os serviços aéreos da Segurança Pública estadual para a transferência de pacientes.

Acompanhado do secretário da Saúde, André Motta Ribeiro, o chefe da Casa Civil, Eron Giordani, e do superintendente do Ministério da Saúde em Santa Catarina, Rogério Ribeiro, o chefe do Executivo estadual participou de reunião no Hospital Regional do Oeste e visitou o espaço onde serão instalados os novos leitos. Em seguida, em encontro com alguns prefeitos da região e secretários municipais de saúde, Carlos Moisés formalizou a instalação do Centro Integrado de Operações, em Chapecó, para alinhar as ações e estratégias de enfrentamento à Covid-19 no Oeste. O grupo de trabalho ficará sediado no Centro Integrado de Gestão de Riscos e Desastres (Cigerd), Regional Chapecó.

O secretário Motta Ribeiro informou que nas últimas semanas foram entregues 25 ventiladores e 10 monitores para o HRO, dois ventiladores para o Hospital São José de Maravilha e nesta terça-feira, cinco para o Hospital São Paulo de Xanxerê e quatro bombas de infusão para Maravilha. Reforçou que a prioridade é aumentar o número de leitos e melhorar processos relacionados ao enfrentamento da pandemia, com diagnóstico precoce qualificado, tratamento imediato dos pacientes, monitoramento e rastreabilidade.

Repasse da Alesc

Durante a reunião, Carlos Moisés também lembrou o repasse de R$ 20 milhões feito pela Assembleia Legislativa de Santa Catarina e enalteceu a importância do trabalho conjunto entre os poderes. O presidente da Alesc, deputado Mauro De Nadal, acompanhou a agenda.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias