Domingo, 28 de Fevereiro de 2021 12:39
(49) 99173 6876
Geral Regional

Prefeito anuncia toque de recolher e fechamento do comércio

Anúncio foi feito no início da noite de ontem

23/02/2021 07h49
140
Por: Redacao Fonte: Assessoria de Comunicação
A medida vale a partir desta terça-feira até a meia-noite de domingo (Foto: Assessoria de Comunicação)
A medida vale a partir desta terça-feira até a meia-noite de domingo (Foto: Assessoria de Comunicação)

O prefeito de Chapecó, João Rodrigues, anunciou no início da noite de ontem um novo decreto fechando o comércio, academias, lotéricas, parques, praças e anunciando “toque de recolher”, das 22h até às 5h.

A medida vale a partir desta terça-feira até a meia-noite de domingo. As exceções do toque de recolher são os trabalhadores que estão se deslocando do trabalho, ou em caso de necessidade de saúde.

Todos os serviços não essenciais, como restaurantes, lojas, shopping deverão ficar fechados. O serviço de tele-entrega é permitido. O transporte coletivo vai funcionar com 50% de lotação. Supermercados deverão trabalhar com 30% da capacidade. Indústrias permanecem funcionando.

O prefeito disse que tomou a medida devido à lotação dos hospitais e da UPA-24, onde flagrou pessoas sentadas esperando leitos. Isso mesmo com a ampliação dos leitos de UTI de 35 para 62 e, de enfermaria, de 26 para 80 leitos.

“Não sou favorável ao lockdown mas diante do cenário, consultando integrantes do comitê de Enfrentamento à Covid, resolvemos fechar algumas atividades. É só cinco dias, se diminuir o contágio a gente volta. Temos que fazer tudo o que for possível para dar uma freada no vírus. Essa é uma situação que não é só Chapecó que está vivendo. Peço o apoio de todos, é por poucos dias”, disse o prefeito.

Ele afirmou também que as pessoas contaminadas pelo vírus serão monitoradas e, em caso de descumprimento das regras, responderão criminalmente.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias