Loja Sol topo
HB Informática 1
Armazém dos Óculos topo
Sicredi topo
Funerária Scopel
Restaurante Alvorada topo
Marmoraria Felicetti topo
Quality Solar topo
Odontologia Pacheco
Techy Internet topo
Supermercado Comin topo
Protomed topo
Móveis Incomaba topo

Nasci de novo, o que fazer quanto ao passado?

O espírito é o que vivifica, a carne para nada aproveita; as palavras que eu vos tenho dito são espírito e são vida. (Jo 6:63)

Espírito e Vida

Espírito e VidaPalavras de edificação. É destinada a proporcionar leituras que supram vida e o ajudem a ser aperfeiçoado em Espírito, assim como nos ensinou Cristo. Pastor, atuante em Descanso, e capitão da Polícia Militar de São Miguel do Oeste, Nilson Rubini.

02/01/2019 22h05Atualizado há 2 anos
Por: Redacao
375
(Foto: internet)
(Foto: internet)

Como vimos nas publicações anteriores, ao crer no Senhor Jesus, o pecador foi transferido do velho para o Novo homem. Em Cristo Jesus as coisas velhas já se passaram e tudo se fez novo, no entanto, para as pessoas que conheciam e conviviam com o ”velho homem” é difícil acreditar no novo nascimento, e o próprio pecador tem dificuldade de crer no fato de que nasceu de novo.

Sobre o assunto, o Jornal Árvore da Vida (JAV) publicou uma coluna sob o título: O que fazer quanto ao passado? Nela, o corpo editorial com muita unção e precisão trouxe luz e encorajamento aos cristãos sobre este assunto, o qual transcrevemos para vosso desfrute e edificação:

“O evangelho é o poder de Deus, para a salvação de todo aquele que crê (Romanos 1:16). Quando cremos no Senhor, desfrutamos da eficácia da obra de Cristo, na qual fomos sepultados juntamente com Ele no batismo, e ressuscitados (Colossenses 2:12), e assim foi cancelado o escrito de dívida que era contra nós (v. 14). Fomos feitos nova criatura e as coisas antigas já passaram (2 Coríntios 5:17). Esse é o poder regenerador e santificador do Espírito Santo. Essa é a realidade de todo homem, após a experiência da salvação. Contudo, mesmo depois de salvos, precisamos desenvolver nossa salvação com temor e tremor (Filipenses 2:12). Tal incumbência cabe a cada um de nós. Nesse momento precisamos ponderar sobre o nosso passado. Em Atos 17:30, Paulo nos diz: “Ora, não levou Deus em conta os tempos da ignorância; agora, porém, notifica aos homens que todos, em toda parte, se arrependam.” Para Deus, nossos pecados passados foram perdoados e esquecidos (Hebreus 10:17). Contudo, mesmo após a conversão, ainda somos assediados por esses pecados e hábitos do passado. A Bíblia nos diz que devemos nos desembaraçar de todo esse peso, para que possamos correr a carreira que nos está proposta (12:1). Esse assédio do pecado que nós sofremos, muitas vezes imperceptível, ocorre quando, na experiência cristã, não lidamos com o pecado, adequadamente. Por exemplo, a palavra nos mostra a necessidade de deixarmos todos os ídolos pelos quais éramos guiados. O apóstolo João nos adverte: “Filhinhos, guardai–vos dos ídolos” (1 João 5:21). Um ídolo é tudo aquilo que ocupa o lugar de Deus no coração do homem. Nos Salmos 16:4, aprendemos a nem mesmo mencionar o nome desses ídolos. Muitos cristãos, porém, mesmo após crerem no Senhor, ainda dão atenção ao misticismo, em coisas como superstições, vidência e astrologia. Alguns também guardam em suas casas objetos do passado, como imagens e adereços quaisquer, que possuem relação com ídolos. É extremamente importante lidarmos definitivamente com todas essas coisas, pois por trás delas estão as hostes malignas. Alguns objetos que guardamos também podem estar relacionados com nossa prática pecaminosa de outrora, como roupas e instrumentos. Em Atos 19:19, vemos que, quando os efésios receberam o evangelho, muitos dos que praticavam magia queimaram livros e objetos relacionados a isso. Esse é um bom exemplo de como devemos lidar com algumas das coisas de nosso passado. Além dos ídolos e objetos inadequados, existem outras coisas de nosso passado com as quais devemos lidar. Nosso andar diante dos homens deve ser digno da vocação que recebemos (Efésios 4:1). Nossas dívidas com os homens devem ser pagas, a fim de darmos testemunho da fé, assim como Zaqueu, que restituiu tudo o que havia defraudado (Lucas 19:1-10). Clamemos ao Senhor por Sua luz, para que todas essas coisas sejam expostas e tratadas conforme Sua vontade.”

Disponível em:  http://institutovidaparatodos.org.br/o-que-fazer-quanto-ao-passado/. Acessado em 23/11/2018.

Oração

Senhor Jesus, cremos que o evangelho é o poder de Deus para nós que cremos. Que em Cristo foi cancelado o escrito de dívida que era contra nós, ajuda-nos a desenvolvermos com temor e tremor a nossa salvação, resistindo ao pecado que tão tenazmente nos assedia. Senhor, nos liberta das velhas práticas que eram contrárias a Ti, da idolatria, em todas as suas formas e de tudo o mais que pode nos levar a perder a Tua santa presença. Senhor, nos ajuda a andarmos de modo digno, dando um testemunho de fé com atitudes adequadas a alguém que nasceu de novo, que sejamos realmente separados do mundo, agindo com honestidade, justiça, amor, misericórdia e tantos outros atributos que encontramos em Tua pessoa, Ó Senhor Jesus! Ó Senhor Jesus! Invocamos teu santo nome pois em Ti podemos e seremos vencedores! Amém! Louvado seja o Senhor!  

Qualquer dúvida ou sugestão entre em contado conosco!