Domingo, 11 de Abril de 2021 00:41
(49) 99173 6876
Geral Geral

Reunião define ações de fiscalização no estado durante o fim de semana

Elas visam o cumprimento do novo decreto

27/02/2021 07h17
69
Por: Redacao Fonte: Assessoria de Comunicação
Ideia é diminuir a circulação, a aglomeração e essa falsa sensação de nova normalidade (Foto: Ricardo Wolffenbüttel/Assessoria de Comunicação)
Ideia é diminuir a circulação, a aglomeração e essa falsa sensação de nova normalidade (Foto: Ricardo Wolffenbüttel/Assessoria de Comunicação)

As ações de fiscalização que serão executadas neste fim de semana foram definidas pelos representantes do Grupo de Ações Coordenadas (Grac) na tarde de ontem, na sede da Defesa Civil, em Florianópolis. Elas visam o cumprimento do novo decreto do Governo do Estado, publicado na manhã desta sexta.

A reunião contou com representantes da Secretaria de Estado da Saúde, Polícia Civil, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros Militar (CBMSC), Capitania dos Portos de SC, Segurança Pública e Defesa Civil. Santa Catarina terá um contingente de mais de 500 integrantes de forças de segurança pelos municípios para fiscalizar e coibir aglomerações.

O superintendente de Vigilância em Saúde, Eduardo Macário, reforçou que o estado tem enfrentado um momento grave da pandemia, mesmo que se tenha dobrado a capacidade de atendimento. "Existe um esforço do Governo e de todos nós para dar conta da alta demanda e reforçar a estrutura hospitalar, mas precisamos diminuir a circulação, a aglomeração e essa falsa sensação de nova normalidade”, afirmou.

“Pelo contrário, nós vivemos um momento delicado e com altas taxas de ocupação de leitos. Se todas as regras tivessem sido cumpridas, nós talvez não estivéssemos nessa situação. Neste momento, além de tudo, temos que entender e avaliar que há também novas variantes e possibilidades de transmissões mais rápidas da doença", declarou.

Uma das maiores preocupações manifestadas foram as praias, beach clubs e aglomerações de pessoas mais jovens. "Temos que conter a disseminação e, principalmente, o excesso de exposição. Vemos isso até em redes sociais, onde festas particulares são compartilhadas e viralizadas. Os jovens também precisam entender o problema e manter a tríade de prevenção: o uso da máscara, o distanciamento e a higiene, que são comprovadamente eficazes", finalizou Macário.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias