Sexta, 18 de Junho de 2021 23:29
(49) 99173 6876
Saúde Saúde

Coronavírus: Comitê de Crise se reúne para avaliar situação em Descanso

Comitê sugere medidas em função da alta no número de casos, falta de leitos de UTI na região e agressividade do vírus

02/06/2021 08h37
330
Por: Redacao Fonte: Assessoria de Comunicação
Ações para frear a contaminação serão publicadas em novo decreto municipal (Foto: Sandra Ghidini / Assessoria de Comunicação)
Ações para frear a contaminação serão publicadas em novo decreto municipal (Foto: Sandra Ghidini / Assessoria de Comunicação)

Ontem, 1º de junho, integrantes do Comitê de Crise se reuniram para analisar a situação do município e da região frente à pandemia e também definir medidas para conter o contágio no município, que teve um aumento preocupante nos últimos dias.

Durante a reunião, o secretário de Saúde, Cleber Rech, expôs o aumento dos casos registrados no município. “No mês de maio registramos um aumento significativo de casos, chegando a 154 diagnósticos. Somente ontem, 31 de maio, batemos o recorde de positivados, chegando a 25 registros. Enfrentamos momentos difíceis no início do ano e se a população não se conscientizar iremos enfrentar uma onda ainda pior”, comenta.

O diretor do hospital de Descanso, Paulo Cesar Busnello, relatou que o vírus está mais agressivo. “Percebemos que muitos dos nossos pacientes internados evoluíram rapidamente para uma situação mais crítica, tendo que serem encaminhados para a UTI. Não sabemos se isso é resultado de uma nova variante, mas podemos afirmar que a taxa de transmissão é muito maior e o quadro clínico do paciente se agrava mais rapidamente”, analisou.

O médico do ESF II, Josemir Werlang, relatou a situação das equipes de saúde. “A demanda de atendimentos é enorme, as equipes estão esgotadas porque, além de atender a população, realiza a vacinação contra a gripe e contra a Covid-19 seja durante o horário normal, após o horário, como também nos finais de semana e feriados”, disse.

Werlang também pontuou que há um mês o Hospital Regional de São Miguel do Oeste está com os leitos de UTI totalmente ocupados e que os pacientes estão sendo transferidos para outras cidades. “Em São Miguel do Oeste e Maravilha não tem vagas de UTI e toda vez que precisamos transferir um paciente é uma luta para conseguir vaga na região”, alertou.

A coordenadora da Vigilância Epidemiológica de Descanso, Carlise Wagner, e o comandante da Polícia Militar de Descanso, Ademir Ludvig, relataram sobre as fiscalizações realizadas neste final de semana e alta ocorrência de descumprindo das medidas presentes nos decretos vigentes.

Diante dos relatos e da situação em Descanso, o Comitê de Crise sugeriu ações para frear a contaminação que serão discutidas com a comunidade descansense e publicadas em decreto ainda nesta semana.

Para o secretário de Desenvolvimento Econômico e integrante do Comitê, Paulo Lauxen, o momento é de união. “Precisamos nos unir, nós do Governo Municipal, Comitê de Crise e a população, para juntos, enfrentarmos mais uma vez essa batalha que será duríssima, mas que no final venceremos. Para isso, precisamos que todos se conscientizem e faça a sua parte, seguindo as orientações, usando a máscara, o álcool em gel, a não aglomerando e dando aquele toque no amigo e no familiar que está descumprindo as medidas. Sempre disse que é a prevenção é o melhor remédio e isso não mudou, precisamos agir e seguir a vida, mas com todos os cuidados”, destaca.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias