Sexta, 18 de Junho de 2021 23:23
(49) 99173 6876
Geral Geral

Passagem de tornado em Descanso completa um ano

Após muito trabalho e solidariedade os locais atingidos foram reconstruídos e hoje estão ainda mais bonitos

10/06/2021 09h25
148
Por: Redacao Fonte: Assessoria de Comunicação
Fenômeno atingiu severamente mais de 400 imóveis (Foto: Divulgação)
Fenômeno atingiu severamente mais de 400 imóveis (Foto: Divulgação)

Nesta quinta-feira, 10 de junho, completa um ano da passagem do tornado que atingiu Descanso e Belmonte, e destruiu, em segundos, muitos sonhos.

O tornado atingiu severamente mais de 400 imóveis, desalojando aproximadamente mil pessoas.  Dezenas de casas foram destelhadas, diversas árvores derrubadas, postes caídos, escola danificada, estruturas metálicas arrancadas, um ginásio, galpões e casas foram completamente destruídas.

Após muito trabalho e perseverança, os sonhos dessas famílias foram reconstruídos, mas mesmo que os rastros de destruição não estejam mais presentes, a memória daquela tragédia ainda está muito viva para os descansenses, que temem a cada vento forte. O que também jamais será esquecida é a grande solidariedade da comunidade descansense e pessoas de toda a região.

Força tarefa

Momentos após o fenômeno, o Governo de Descanso, Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, Civil e Ambiental, entidades e dezenas de voluntários não mediram esforços para atender e auxiliar as famílias atingidas e realizar o levantamento dos danos.

Após esse primeiro atendimento, o objetivo principal foi cobrir as casas e garantir água e luz aos atingidos. Com isso o Governo Municipal realizou a distribuição de água e entregou telhas, cumeeiras e pregos enviados pela Defesa Civil Estadual.

Em seguida, o Governo Municipal, juntamente com entidades e voluntários, criou uma Central de Recebimento de Doações que foram distribuídas para as famílias. Durante os dias após o ocorrido o que se viu foi uma onda gigantesca de solidariedade, centenas de pessoas chegavam diariamente para ajudar a reconstruir o que o tornado havia destruído. Mutirões de reconstrução e limpeza foram organizados e contaram com a participação de servidores públicos e voluntários vindos de toda a região.

Com essas ações, cinco dias após o tornado, mais de 80% das casas destelhadas estavam com telhados novos, resultado que foi possível por meio de uma força tarefa em conjunto com a Defesa Civil, Governo Municipal, entidades e da solidariedade de muitas pessoas.

“Conseguimos também trazer importantes autoridades, como o governador Carlos Moisés da Silva e o secretário estadual da Defesa Civil, João Batista Cordeiro, que viram de perto a tragédia e aos quais solicitamos recursos para auxiliar as famílias atingidas”, comenta o prefeito Sadi Bonamigo.

Um dos pedidos foi atendido e um convênio foi firmado com a Defesa Civil Estadual para o repasse de recursos para reconstrução do ginásio do bairro Antônio Rech que foi destruído pelo tornado e para a cobertura da arquibancada do Estádio João Baretta, também danificado na ocasião. “Após muita dedicação, viagens e audiências, o município recebeu em dezembro do ano passado, o recurso no valor de R$ 1.274,310,81. Neste ano, o município atualizou o orçamento da obra e encaminhou à Defesa Civil um pedido de aditivo de aproximadamente R$ 313 mil de contrapartida do município. Estamos aguardando a análise do pedido para que possamos realizar uma nova licitação e iniciar o mais breve possível, esta obra tão aguardada pela comunidade”, destaca Bonamigo.

Além disso, o Governo somou esforços para viabilizar e também assessorar as famílias atingidas para liberar o FGTS, onde mais de 40 famílias foram beneficiadas.

Outra ação do Governo Municipal na época e que está ainda tramitando na Defesa Civil Estadual é a viabilização de kit casa modular para as famílias mais atingidas e que atendem os critérios estabelecidos pela Defesa Civil, sendo que, em contrapartida, o município se responsabiliza pelo terreno e infraestrutura como energia, água e esgoto.

“Toda a nossa equipe se esforçou ao máximo e fez todo o possível para ajudar os atingidos e amenizar um pouco o sofrimento de quem perdeu muito. Com a ajuda de muitas mãos, hoje quem vai aos locais atingidos percebe a grande transformação, graças à solidariedade durante e depois ao ocorrido. Aprendemos que dar as mãos e seguir juntos nos torna muito mais fortes, que nas adversidades a ajuda vem de todos os lados e de diversas formas e que quando a gente trabalha de forma organizada as coisas dão certo. Vamos continuar cumprindo o nosso compromisso de lutar para oferecer maior e melhor qualidade de vida ao nosso povo”, finaliza Bonamigo.

Leia a matéria da época

Confira as imagens do dia seguinte ao fenômeno

 

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias