Domingo, 26 de Setembro de 2021 16:02
(49) 99173 6876
Saúde Saúde

Encontro debate ampliação do Hospital Regional Terezinha Gaio Basso

A previsão é que o novo prédio tenha em torno de três mil metros quadrados

04/09/2021 07h33
58
Por: Redacao Fonte: Assessoria de Comunicação
A nova estrutura deve permitir que o Hospital se torne referência em alta complexidade em ortopedia e neurologia (Fotos: Assessoria de Comunicação)
A nova estrutura deve permitir que o Hospital se torne referência em alta complexidade em ortopedia e neurologia (Fotos: Assessoria de Comunicação)

A necessidade da construção de uma nova ala foi apresentada ao secretário adjunto de Estado da Saúde, Alexandre Fagundes, e ao presidente da Assembleia Legislativa (Alesc), Mauro de Nadal, ontem, durante uma visita ao Hospital Regional Terezinha Gaio Basso (HRTG).

Neste primeiro momento, o Instituto Santé, entidade que administra o HRTG, buscou demonstrar a necessidade de ampliação da estrutura hospitalar existente, assim como expor os locais possíveis de ampliação. A nova estrutura deve permitir que o Hospital se torne referência em alta complexidade em ortopedia e neurologia.

O diretor do Hospital Regional, Rodrigo Lopes, destaca que o projeto é um desejo antigo de toda a região. “Essa ampliação é bastante importante para toda a região, diante da demanda existente o HRTGB já se tornou pequeno. Há algum tempo iniciamos as tratativas com o estado. E agora, vamos nos debruçar para fazer o projeto acontecer”.

Por enquanto, ainda não se sabe quanto a obra vai custar. A previsão é que o novo prédio tenha em torno de três mil metros quadrados. “Já somos referência em oncologia. Em três anos realizamos mais de 20 mil consultas e quase duas mil cirurgias em pacientes com câncer. E a demanda em ortopedia e neurologia não para de crescer. Essa ampliação seria para contemplar estas especialidades e também mais 10 leitos de UTI”, destaca o diretor do Hospital Regional, Rodrigo Lopes.

O secretário adjunto Alexandre Fagundes diz que o Estado está trabalhando a ampliação. “Estamos estudando com as áreas técnicas, entendendo a necessidade. A demanda ela realmente existe, então eu acredito que a gente tem um cenário bastante positivo para que essa proposta saia do papel e se concretize em ações e serviços de saúde”.

Governo quer qualificar atendimento

Alexandre Fagundes reconhece que a ortopedia é uma área que tem uma demanda grande, não só no Oeste, mas em todo o estado. “Com essa ampliação nós iremos qualificar melhor a rede, ampliando ela com o objetivo único de trazer mais acesso, mais serviço e encurtar o tempo de espera dos procedimentos cirúrgicos. Trazendo bem-estar e qualidade de vida para o cidadão catarinense”, finaliza o secretário.

Presidente da Alesc promete empenho na busca de recursos

Para o presidente da Assembleia, deputado Mauro de Nadal, o fato de a ampliação acontecer no terreno do próprio hospital facilitará o processo. “Isso vai diminuir bastante os custos para o governo do estado de Santa Catarina. Nós queremos, com a bancada do Oeste, fazer esta parceira e fazermos essa ampliação, essas melhorias que o Hospital precisa”, destaca o presidente da Alesc. “Nesse primeiro momento a administração do Hospital vai fazer o projeto e depois disso vamos ter a estimativa de custos. E a partir daí a gente passa a reunir a bancada do Oeste para iniciar a movimentação política frente aquilo que vai ser orçado através do projeto que será elaborado pelo Hospital Regional”, finalizou o deputado.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias