Domingo, 24 de Outubro de 2021 12:45
(49) 99173 6876
Geral Geral

Destaque Internacional: Santa Catarina é o estado com mais indicadores acima da média da OCDE

O Ranking de Competitividade dos Estados é formado por dez pilares

30/09/2021 14h13
111
Por: Redacao Fonte: Assessoria de Comunicação
A premiação foi recebida pelo governador Carlos Moisés na manhã desta quinta-feira, 30, na sede da B3, em São Paulo (Foto: Peterson Paul / Assessoria de Comunicação)
A premiação foi recebida pelo governador Carlos Moisés na manhã desta quinta-feira, 30, na sede da B3, em São Paulo (Foto: Peterson Paul / Assessoria de Comunicação)

O estado de Santa Catarina foi reconhecido pelo Centro de Liderança Pública (CLP) com o “Destaque Internacional” do Prêmio de Competitividade dos Estados. A conquista se deve ao fato de ser a unidade da Federação com mais indicadores acima da média da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) pelo segundo ano consecutivo. A premiação foi recebida pelo governador Carlos Moisés na manhã desta quinta-feira, 30, na sede da B3, em São Paulo (SP), durante o lançamento do Ranking de Competitividade dos Estados e do Prêmio Excelência em Competitividade, duas iniciativas do CLP.

“O fato de ter uma entidade independente e de credibilidade como o CLP reconhecendo esses méritos de Santa Catarina é mais um indicativo de que estamos no caminho certo. Nós trabalhamos não para competir com outros estados, porque somos um Brasil só, mas para melhorar a vida das pessoas. Nosso governo atua com indicadores desde o início e, quando comparados à média internacional, especialmente à Europa, fica evidente que Santa Catarina pode subir a régua”, afirmou Carlos Moisés.

No Ranking de Competitividade dos Estados, Santa Catarina se manteve em segundo lugar e diminuiu a distância para o primeiro, que é São Paulo. O estado catarinense também obteve a segunda colocação nas duas novidades do ranking: o levantamento que tem em consideração os 17 objetivos do desenvolvimento sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU) e também nos critérios ESG (environmental, social and governance, isto é, ambiental, social e governança).

O cientista político e fundador do CLP, Luiz Felipe d’Ávila, destacou a importância da evidência e dos dados como balizadores da gestão pública e comemorou os avanços vistos nos últimos anos. “Mesmo com todas as dificuldades da pandemia, tivemos melhorias expressivas nas políticas estaduais, mostrando que o verdadeiro federalismo faz bem. Deveríamos focar em como devolver mais poder para os governadores, porque eles é que fazem a diferença na vida das pessoas”, afirmou.

Santa Catarina se destaca na maioria dos pilares

O Ranking de Competitividade dos Estados é formado por dez pilares. Santa Catarina obteve o primeiro lugar em dois (Segurança Pública e Sustentabilidade Social), segundo lugar em dois (Eficiência da Máquina Pública e Educação) e terceiro em mais dois (Infraestrutura e Inovação). Os demais pilares do ranking são Sustentabilidade Ambiental, Potencial de Mercado, Solidez Fiscal e Capital Humano.

Entre os três estados do Sul, Santa Catarina lidera em sete dos dez pilares: Segurança Pública, Sustentabilidade Social, Eficiência da Máquina Pública, Educação, Solidez Fiscal, Infraestrutura e Potencial de Mercado. Nos demais, SC aparece em segundo lugar.

Os principais fatores que ajudaram Santa Catarina no ranking foram o fato de o estado ter a melhor avaliação da educação, maior cobertura vacinal, maior formalidade do mercado de trabalho, maior inserção econômica, e estar entre os estados com os menores índices de desnutrição e obesidade infantil, além do segundo menor custo de energia elétrica.

Avaliação independente dos entes subnacionais

De acordo com a organização, o Ranking de Competitividade dos Estados é a primeira iniciativa do país a avaliar entes subnacionais do país a partir da adequação dos indicadores do Ranking de Competitividade dos Estados aos 17 objetivos do desenvolvimento sustentável da Organização das Nações Unidas (ONU) e suas metas, bem como critérios ESG (environmental, social and governance) chancelados pela União Europeia.

O Centro de Liderança Pública é uma organização suprapartidária que busca engajar a sociedade e desenvolver líderes públicos para enfrentar os problemas mais urgentes do Brasil. O CLP trabalha por um Estado que seja eficiente no uso de seus recursos e com respeito à coisa pública.

O Ranking de Competitividade dos Estados é apoiado pela B3, com suporte nas pesquisas técnicas da Tendências, uma das maiores consultorias econômicas do Brasil.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias