Domingo, 24 de Outubro de 2021 12:26
(49) 99173 6876
Esportes Esportes

Eliminatórias: Brasil e Venezuela fazem duelo de opostos

Seleção não pode contar com a sua principal referência técnica, o atacante Neymar

07/10/2021 09h57
113
Por: Redacao Fonte: Agência Brasil
Time afirmou que o respeito é fundamental para se buscar um triunfo fora de casa (Foto: Lucas Figueiredo / CBF)
Time afirmou que o respeito é fundamental para se buscar um triunfo fora de casa (Foto: Lucas Figueiredo / CBF)

Brasil e Venezuela realizam um duelo de opostos, a partir das 20h30 desta quinta-feira, 7 de outubro, no estádio Olimpico de la UCV, em Caracas, pelas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo do Catar (2022).

Enquanto a Seleção Brasileira chega como líder incontestável da competição, com 100% de aproveitamento (8 vitórias em 8 partidas), a Vinotinto ocupa a lanterna da classificação com apenas 4 pontos em 9 jogos realizados.

Em entrevista coletiva realizada ontem, o técnico Tite disse que o Brasil terá mudanças para o confronto com a Venezuela, e confirmou a equipe titular com: Alisson; Danilo, Marquinhos, Thiago Silva e Guilherme Arana; Fabinho, Éverton Ribeiro, Gerson e Lucas Paquetá; Gabriel Barbosa e Gabriel Jesus.

O treinador afirmou que o bom momento na competição permite a realização de experiências, como a entrada de Arana na lateral no lugar de Alex Sandro: “A campanha permite abrir mais o leque de oportunidades. Coisa que, na campanha de 2018, não foi possível. Agora a própria campanha nos permite das oportunidades aos atletas. É o caso do Arana”.

Sobre o adversário, o comandante do Brasil afirmou que o respeito é fundamental para se buscar um triunfo fora de casa: “Temos muito respeito pela Venezuela. Tem links dos atletas que foram campeões no sub-17. Era uma equipe que sempre propunha o jogo. No Morumbi, o jogo ficou vivo. É uma equipe que vem jogando mais. Com isso, quem ganha é a qualidade do espetáculo”.

Se o Brasil não pode contar com a sua principal referência técnica, o atacante Neymar, que está suspenso por acúmulo de cartões amarelos, a Venezuela também chega à partida sem contar com peças importantes, como o meia Savarino, do Atlético-MG, e os atacantes Rondón, do Everton (Inglaterra), e Josef Martínez, do Atlanta United (EUA).

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias