Domingo, 24 de Outubro de 2021 12:06
(49) 99173 6876
Amo Descanso Amo Descanso

Conheça o primeiro descansense que foi batizado pelo padre Francisco Masure

Carlos Brugnerotto nasceu em São Valentim, que antes pertencia ao distrito de Itajubá

18/06/2019 12h19 Atualizada há 2 anos
2.412
Por: Redacao
O agricultor, que hoje tem 70 anos, e cresceu ouvindo das pessoas próximas desse privilégio (Fotos: Portal Minha Descanso e Acervo Paroquial)
O agricultor, que hoje tem 70 anos, e cresceu ouvindo das pessoas próximas desse privilégio (Fotos: Portal Minha Descanso e Acervo Paroquial)

O agricultor de São Valentim, Carlos Brugnerotto, foi o primeiro menino a ser batizado pelo padre Francisco Masure, uma vez que a primeira menina era de Belmonte. A reportagem do Portal Minha Descanso pesquisou e descobriu a veracidade da informação.

Carlos nasceu em 26 de julho de 1.949. O vigário, que é de origem da Bélgica, chegou a Descanso 12 dias antes, em 14 de julho daquele ano, segundo o livro “História de Descanso”, do professor e escritor Eliseu Oro, o que tudo indica ser verdadeira a história. A paróquia data do batismo em agosto.

Brugnerotto, que hoje tem 70 anos, cresceu ouvindo das pessoas próximas desse privilégio. O sacerdote criou fortes laços e tinha uma amável amizade com a família. Masure ministrou a comunhão e casamento dele, além do batismo de dois dos quatro filhos de Carlos. O crisma era de responsabilidade do bispo, neste caso de Chapecó.

Casado com Lucia Maria Reina Brugnerotto, o agricultor, que ama Descanso, tem boas lembranças do padre Francisco, o padre Chico como era popularmente chamado. “Era fantástico, porém, rígido com muito amor pela religião. Uma figura diferente, ele chamava atenção”.

Brugnerotto ainda recorda de sua comunhão. Ficou das 22h do dia anterior até às 9h, momento da missa, em jejum. Para casar, Carlos diz que os casais tinham que permanecer meio dia ouvindo sermões e ensinamentos de como era antes e depois de formar uma família.

Na sua obra, Eliseu Oro confirma a seriedade de Masure. “Foi um vigário exemplar, zeloso no seu ministério sacerdotal, bem ponderado, equilibrado e de muito bom senso. Sempre prestativo também a tudo o que se referisse à vida social e ao progresso desta terra”.

Carlos Brugnerotto nasceu em São Valentim, que antes pertencia ao distrito de Itajubá. Tem quatro filhos e quatro netos. Padre Francisco Masure faleceu em 30 de maio de 1.982.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias